• Redação

TikTok no RH: como as redes sociais estão moldando a atração de talentos


tiktok-no-rh

Ainda que pouco difundido e utilizado aqui no Brasil, o TikTok no RH já é uma realidade que pode ajudar bastante na atração de novos talentos.


Grandes empresas como a plataforma de comércio eletrônico Shopify, a rede de restaurantes Chipotle e a varejista Target, fizeram parte do projeto piloto da rede social denominado TikTok Resumes.


Com mais de 30 companhias dos Estados Unidos cadastradas, essa iniciativa foi criada com o objetivo de substituir os tradicionais currículos por vídeos curtos criados no TikTok, como uma forma de os (as) candidatos (as) se apresentarem para as empresas nas quais buscam uma oportunidade de trabalho.


Mas quanto isso pode ser interessante para quem contrata e para quem é contratado? Um dos motivos de usar o TikTok no RH é que essa rede social contribui para estreitar o relacionamento com a geração Z e trazê-la para as companhias.


Geração formada por pessoas nascidas entre a segunda metade dos anos 1990 e o início do ano 2010, essa é a primeira formada por nativos digitais.


Segundo apresentados em uma matéria da McKinsey & Company, a geração Z têm comportamentos-chave que impactam a maneira como produtos e serviços são consumidos, que são:

  • a busca pela verdade;

  • rejeição aos rótulos;

  • valorização da expressão individual;

  • defesa das causas que acreditam;

  • diálogo como forma de resolver conflitos;

  • perfil extremamente analítico nas tomadas de decisão no que se refere ao relacionamento com as marcas.


Isso leva os negócios à necessidade de se ajustarem a alguns conceitos, especialmente à entrega de valor aos clientes, o equilíbrio entre produção em larga escala e personalização do que está sendo comercializado, adoção de novas ações de marketing e padrões de ética no trabalho atualizadas, a exemplo da diversidade e inclusão.


Ou seja, muito além de apenas promover “dancinhas”, o TikTok pode ser um recurso bem interessante para a sua empresa captar novos e importantes talentos.


TikTok Resumes

O uso do TikTok no RH surgiu de um projeto piloto da própria plataforma chamado TikTok Resumes. O principal objetivo do canal, criado em julho de 2021, era se tornar um novo meio de descoberta de empregos e de recrutamento.


Na ocasião, algumas empresas foram selecionadas e convidadas a participarem do projeto, abrindo espaço para os candidatos interessados nas vagas apresentarem suas experiências e habilidades através de um vídeo publicados em seus perfis com a hashtag #TikTokResumes.


O piloto do TikTok Resumes foi de 7 a 31 de julho de 2021, nos Estados Unidos. Até o momento, não se sabe quais foram os resultados dessa iniciativa, nem quando algo semelhante chegará oficialmente aqui no Brasil.


Sobre o poder do TikTok

Mas ainda que não se tenha um canal como esse disponível por aqui, é bastante válido que as empresas brasileiras voltem seus olhos para as redes sociais, tanto para análise de comportamentos quanto para atração de novos talentos. Uma das principais razões para isso é o poder de alcance dessas plataformas.


Lançada em 2018, em setembro de 2021 o TikTok já havia atingido a marca de 1 bilhão de usuários.


Segundo dados da Statista, o Brasil ocupa o segundo lugar no ranking entre os países que mais usam essa rede social, perdendo apenas para China — são 4,72 milhões de brasileiros (as), número que tende a subir para 4,92 milhões até 2025.


No que se refere à faixa etária, 66% têm menos de 30 anos — lembrando que o TikTok Resumes visava o recrutamento de pessoas na média dos 25 anos.


O uso do TikTok no RH

Quando se fala sobre a participação do RH nas redes sociais, a primeira que surge na mente é o LinkedIn, que foi criada especificamente para interações profissionais. No entanto, o TikTok também pode entrar para essa lista, inclusive por já ter um importante histórico de participação no mundo corporativo.


Por exemplo, a hashtag #careeradvice, algo como “conselhos sobre carreira” em tradução livre, já conta com mais de 2,1 bilhões de visualizações em vídeos que abordam diferentes questões sobre esse tema.


Vale destacarmos que a utilização do TikTok no RH pode ter diferentes objetivos, e um deles pode ser o desenvolvimento do employer branding, que é uma estratégia de marketing que tem como propósito gerar reputação positiva de uma companhia no quesito marca empregadora.


Em outras palavras, significa apresentar para potenciais talentos os pontos positivos da empresa, destacando para essas pessoas o quanto trabalhar lá pode ser benéfico para suas carreiras, o que ajuda na atração de novos talentos.


Ainda sobre uso de redes sociais na atração e seleção, ressaltamos que um dos benefícios por trás dessa abordagem é trazer para as empresas um público que já nasceu digital e que, por conta disso, tende a ter mais facilidade de atuação em ambientes disruptivos e tecnológicos.


O perfil dessa geração, que citamos logo na abertura deste artigo, também costuma se adaptar melhor a cenários desafiadores, justamente por fazerem parte naturalmente de cenários e conceitos mais digitais.


Somado a tudo isso, a geração Z também pode fomentar a atualização das culturas organizacionais das companhias, devido às suas características questionadoras e preocupação com inclusão e diversidade.


Não deixe de ler: “O papel de um RH verdadeiramente estratégico para scale-ups


As vantagens dessa rede social para o RH

Se a sua empresa visa trazer para o quadro de funcionários (as) pessoas dessa faixa etária, a implementação do TikTok no RH pode ser uma estratégia a ser pensada.


Obviamente, isso precisa estar alinhado à cultura, tom de voz, marca e DNA da empresa e, principalmente, à garantia de não exigir dos (as) candidatos (as) comportamentos que eles não têm.


Quanto a isso, é preciso ter em mente que o uso dos vídeos criados e disponibilizados nessa rede tem por objetivo substituir os tradicionais currículos, de forma que isso ajude os (as) interessados (as) nas vagas a se apresentarem de uma maneira mais verdadeira, mostrando suas reais essências.


Os(as) recrutadores(as) ganham a chance de encontrar pessoas com perfil comportamental realmente compatível com o esperado pela companhia, característica que é bem mais difícil de ser identificada com as formas de seleção tradicional.


Em resumo, além de ser uma estratégia inovadora e moderna, ela pode ajudar a diminuir o tempo gasto no processo de recrutamento e colaborar para a contratação de profissionais verdadeiramente alinhados com o perfil da empresa, o que costuma refletir na retenção dessas pessoas por mais tempo.


Gostou do que descobriu neste artigo? Então assine agora mesmo a nossa newsletter para não perder nenhuma das nossas publicações!


 

Redação | Movile Orbit