Panorama Latam

PANORAMA LATAM

5 anos de investimento de risco na América Latina

Um relatório da Movile, conduzido pelo Distrito, que compila os resultados de 5 anos de investimentos de risco no Brasil, México, Colômbia e Argentina. Descubra como evoluíram os investimentos e como as crises afetaram esse panorama, as principais rodadas, investidores e cidades, além de outras informações que clareiam o potencial da região. 

28,663 bi

VOLUME TOTAL INVESTIDO

4,200

DEALS NO PERÍODO

51% DOS INVESTIMENTOS FORAM FEITOS EM 2021

Prancheta 2.png
Prancheta 2 cópia.png
 
Prancheta 1.png
Prancheta 1 cópia 2.png
Prancheta 6 cópia.png
Prancheta 6.png
Prancheta 8.png
Prancheta 8 cópia.png

*Top 3 referentes ao ranking em % de deals

Ao longo do estudo, será possível ver a alta liquidez presente não só em investimentos em venture capital, como também em IPOs. Há uma tendência visível de crescimento no volume aportado na maior parte dos estágios nos quatro países analisados. Esse movimento é consequência de um ecossistema cada vez mais maduro, no qual as startups conseguem valuations maiores a cada rodada.

Dentre os quatro países, o Brasil é o que mais se destaca no quesito investimentos, concentrando mais de 60% do volume investido na região ao longo dos últimos cinco anos. Além disso, tem o maior mercado endereçável - mais de 200 milhões de habitantes -, fazendo com que cada vez mais startups da América Latina passem a operar no Brasil visando atingir um mercado consumidor maior. Esse movimento não é novo e já foi feito por outras grandes empresas, como Mercado Livre e Despegar.

Os outros países analisados também tem seus destaques e peculiaridades. A Argentina foi o primeiro país dentre os quatro analisados a ter um unicórnio, o Mercado Livre. A Colômbia conta com o maior deal realizado em uma startup: USD 1 bilhão investido na Rappi. Mais de um terço dos aportes realizados no México são no setor de Mobilidade, muito por conta do unicórnio Kavak.

Quando olhamos para todos juntos, vemos que o setor de FinTechs é um dos que mais recebeu  investimentos nos quatro países. Essa realidade não é exclusiva deles, o segmento é um dos mais aquecidos em todo o mundo, e reflete um sistema bancário extremamente concentrado e uma necessidade latente dos consumidores por serviços e soluções mais acessíveis.

patrick-h.png

Acredito que conhecer o passado nos ajuda a planejar o futuro com mais embasamento e propriedade.

Por isso, decidimos preparar esse relatório, conduzido pelo Distrito, que analisa o panorama de investimento em startups na América Latina nos últimos cinco anos com foco em quatro países: Brasil, Argentina, México e Colômbia.  Os resultados mostram um cenário bastante aquecido e em ascensão ao longo do período, tanto em volume aportado quanto em número de deals - chegando ao ápice em 2021.


Nos últimos meses de 2022, estamos vivenciando uma nova restrição de capital em todo o mundo, o que deve levar a mais um ano de baixo crescimento, como no ano de início da pandemia. O mais importante, nesse momento e em cenários incertos como o atual, é manter o foco no resultado e no futuro, pois se existe uma certeza no setor de investimentos, é que a mudança é uma constante.

 

Boa leitura!

Um abraço,

Patrick Hruby, CEO da Movile

Panorama Latam v2 copiar.png

BAIXE AGORA  A PESQUISA COMPLETA