• Redação

Por que a diversidade deve ser tratada como meta nas empresas




Como empresa de tecnologia, buscamos sempre antecipar as tendências que irão modificar o mercado. Não se fala mais em tecnologia sem citar a inteligência artificial, ou em inovação sem startups. Posso dizer com confiança que não se pode mais falar em Gente sem pensar em diversidade.

Muitos estudos mostram que a preocupação com pessoas diversas nos times, além de essencial do ponto de vista humano, gera resultados positivos. De acordo com pesquisa realizada pela McKinsey & Company, companhias com maior diversidade étnica e cultural têm 33% de probabilidade de terem um desempenho superior. Outro estudo, da consultoria Josh Bersin, mostrou que organizações mais diversas têm 1,7 vez mais chances de serem líderes inovadoras. E é esse caminho que procuramos seguir no Grupo Movile.

Colocamos a diversidade como uma prioridade, pois entendemos que para impactar 1 bilhão de vidas, que é o nosso sonho grande, as pessoas que fazem parte do Grupo Movile são uma pequena amostra da pluralidade que queremos atingir. Inserimos essa pauta nos nossos valores. Contamos com o apoio do Respect, grupo interno que é um safe place e promove ações de educação em quatro frentes: gênero, etnia, LGBTQI+ e PCDs. Tivemos também apoio de uma consultoria, que treinou recrutadores e lideranças do Grupo, além de eventos internos, uma comunicação mais inclusiva e um hackathon para pessoa negras.

Durante o programa de estágio e jovens talentos, Mobile Dream, em 2019, fizemos a seleção inicial às cegas, e realizamos treinamentos sobre vieses inconscientes com todos(as) os(as) recrutadores(as). O resultado foi a contratação de 46% de mulheres, 40% de pessoas negras e 25% de pessoas da comunidade LGBTQI+.

Acreditamos que com essas iniciativas estamos formando nosso público interno para conhecer e lidar melhor com pluralidades. Em 2019, o Grupo Movile foi indicado como a empresa de tecnologia mais desejada pelos(as) profissionais brasileiros(as) segundo o ranking Top Companies, do LinkedIn. Nossa preocupação com a diversidade faz parte disso.

Por fim, para que a diversidade seja alcançada e saia do papel ou do discurso, é fundamental que ela seja uma meta, com ações táticas e acompanhamento periódico, como os demais objetivos de uma empresa. Ainda temos um longo caminho a percorrer e muito a aprender e compartilhar, mas nos orgulhamos dos passos que temos dado. Abraçar essa causa é um constante aprendizado, que faz bem não só aos negócios, mas a todos(as) enquanto seres humanos.

 

Redação - Movile Orbit