• Redação

People Analytics: como os dados melhoram a gestão de pessoas e ajudam no crescimento das empresas?



“Gente” é um dos pilares mais importantes de uma empresa. Sem profissionais excelentes e comprometidos(as) com o que fazem, por mais que a ideia do negócio seja inovadora e com potencial, fica um tanto difícil crescer e alcançar o patamar desejado — vimos isso acontecer diversas vezes dentro das investidas da Movile.


Identificar pontos de melhoria na gestão de pessoas é uma forma de atrair e reter talentos, e de elevar o nível de satisfação dos funcionários, obtendo, assim, mais e melhores resultados para a companhia.


Nesta esfera, People Analytics entra como uma estratégia que ajuda a reconhecer questões como essas.


Por meio de análise de dados reais, gerados por sua companhia, a tomada de decisões para aprimorar a gestão de pessoal se torna mais eficiente e concreta, visto que será baseada em fatos.


A aplicação do conceito de People Analytics é importante para a empresa em diversos momentos, indo desde a seleção e contratação de profissionais, até retenção e diversidade corporativa.


Uma pesquisa da PwC, que incluiu 254 empresas brasileiras, revelou que 34% dos líderes executivos veem a indisponibilidade de talentos-chaves como uma forte ameaça para os seus negócios.


De acordo com o estudo, uma cultura organizacional bem definida, que afeta positivamente a jornada dos profissionais, pode contribuir para resolver problemas como esse, gerando uma vantagem competitiva expressiva para a organização.


Mas como saber, exatamente, o que é necessário para melhorar o gerenciamento de pessoas da sua startup?


Neste artigo, você vai conferir em quais pontos o People Analytics pode ajudar e como implementar essa abordagem na sua empresa.


Em quais pontos o People Analytics pode ajudar a sua startup crescer?

Para começar, é preciso ter em mente que People Analytics é uma metodologia, na qual um conjunto de boas práticas e soluções tecnológicas ajudam na coleta e na análise de dados com o objetivo de aprimorar a gestão de pessoas.


Ou seja, não basta ter um robusto sistema de Big Data para extrair dados sobre seus colaboradores, se não houver um estudo pontual desse levantamento para a obtenção de insights que nortearão suas tomadas de decisão.


Uma vez entendido isso, fica mais fácil compreender que a aplicação do conceito de People Analytics na sua startup pode contribuir para:

  • otimizar o processo de recrutamento e seleção;

  • melhorar os investimentos em treinamento e desenvolvimento;

  • alocar adequadamente os profissionais;

  • aprimorar a gestão de benefícios;

  • contribuir para redução do turnover;

  • promover a diversidade e a inclusão.

Otimizar o processo de recrutamento e seleção

Quanto mais destaque a sua marca conquistar, mais pessoas se candidatarão às vagas de trabalho que forem abertas. Mas, em meio a tantos currículos, como encontrar os profissionais que realmente ajudarão a sua startup a crescer?


Com a aplicação de ferramentas para análise e processamento de dados fica mais fácil e eficiente fazer essa identificação, visto que essas soluções ajudam a “filtrar” informações e podem até já direcionar os candidatos que têm potencial para o cargo para próximas etapas.


Indo mais além, o uso da Inteligência Artificial pode ser utilizada para realização de testes que tornam o processo de recrutamento e seleção mais dinâmico e alinhado à cultura da empresa.


Como exemplo, no Mobile Dream, programa de jovens talentos e estágio do Grupo Movile, nossos sistemas eram calibrados para conduzir o processo, tendo como base de comportamento colaboradores de todo o Grupo que eram referência na cultura.


Melhorar os investimentos em treinamento e desenvolvimento

Manter as equipes sempre atualizadas pode ser um desafio para os gestores. Nesse cenário, é preciso reconhecer quais conhecimentos são necessários para que executem com mais eficiência e segurança suas funções.


Abordagens data-driven colaboram para levantar com maior precisão quais seriam os treinamentos que as equipes precisam, baseado em seus comportamentos e análises de desempenho.


Alocar adequadamente os profissionais

Explorar adequadamente os talentos que tem pode fazer toda a diferença para o crescimento da sua startup.


Conhecer mais a fundo suas preferências, competências, experiências e conhecimento dos profissionais contribui para direcioná-los para as responsabilidades e cargos certos, usufruindo melhor e de maneira mais justa do talento de cada um.


Além disso, essa estratégia os deixa mais satisfeitos, o que resulta em mais comprometimento, entrega de resultados melhores e no aumento da produtividade.


Um estudo realizado pela SHRM revelou que 84% dos profissionais de RH acreditam que reconhecer os colaboradores ajuda na promoção do engajamento, e 82% concordam que esse tipo de atitude eleva a felicidade dos funcionários.


Aprimorar a gestão de benefícios

Conforme aponta o “Guia Salarial 2021”, estudo que revela tendências pré e pós-Covid-19, 71% dos candidatos consideram os benefícios corporativos oferecidos pela empresa antes de aceitarem, ou não, o cargo.


Já um levantamento realizado pela Willis Towers Watson, empresa irlandesa de gestão de risco, revelou que os colaboradores estão em busca de benefícios que os ajude a equilibrar a vida pessoal e a profissional.


Mais uma vez, o People Analytics contribui para esse tipo de identificação, considerando que possibilita cruzar as preferências dos profissionais com o que está sendo ofertado pela companhia, apontando quais benefícios podem ser excluídos e quais incluídos.


Contribuir para a redução do turnover

Perder um talento pode significar também uma importante perda financeira para a empresa em médio e longo prazo, além da migração desse para um dos seus concorrentes, levando com ele todo o conhecimento e experiência que contribuiria para o crescimento do seu negócio.


Tecnologias data-driven com foco no aprimoramento da gestão de pessoas colaboram para identificar padrões de turnover e, os motivos pelos quais os profissionais deixaram seus cargos, dando ao RH e aos líderes a chance de reverter a situação e evitar mais perdas.


Promover a diversidade e a inclusão

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados no site da CNN Brasil, 17,3 milhões de pessoas têm algum tipo de deficiência. Porém, somente 28,3% que têm idade para trabalhar estão atuando, contra 66,3% das que não apresentam deficiência.


Já uma publicação da Boston Consulting Group, empresa de consultoria global, revelou que 75% dos funcionários LGBTQ afirmam terem vivido situações negativas decorrentes de suas identidades.


A partir do People Analytics, é possível fomentar a diversidade e a inclusão, contribuindo para dar oportunidades justas e iguais para todos.


Por meio dele, é possível acompanhar a evolução do tema dentro da organização, impulsionar um quadro de lideranças mais diversas e entender quais alavancas são necessárias para que o ambiente de trabalho se torne não somente diverso, mas verdadeiramente inclusivo.


Muito além de melhorar a imagem da marca perante os seus clientes internos, externos e potenciais investidores, já é comprovado que empresas com times mais diversos são muito mais inovadoras e, por consequência, apresentam resultados acima das médias de mercado.


Como implementar o People Analytics na sua empresa?

Os passos básicos para a implementação do conceito de People Analytics na sua startup são:

  1. Identifique qual o seu objetivo com a análise de dados e direcione os esforços para esse propósito

  2. Escolha as suas fontes de dados e quais soluções tecnológicas serão usadas para coletar e analisar essas informações

  3. Explore todo o potencial dos dados gerados, buscando obter o máximo possível de insights para o aprimoramento dos seus processos

  4. Defina quais áreas da gestão de pessoas serão abordadas e modificadas primeiro, considerando qual tem maior impacto no crescimento do seu negócio

  5. Determine quais estratégias serão adotadas e, em parceria com o RH, coloque os planos em prática

  6. Realize um acompanhamento pontual dos resultados e ajustes os pontos que julgar necessário

  7. Aplique constantemente ações de People Analytics para promover o aprimoramento contínuo da sua gestão.


 

Como usar o People Analytics?

O People Analytics é usado para coletar dados gerados pela sua empresa, com apoio de tecnologias com Big Data. Com base nas informações coletadas, é possível melhorar a sua gestão de pessoas ao se respaldar em informações reais.


Como profissionais de RH podem contribuir para impulsionar o People Analytics nas ações de gestão de pessoas das empresas?

Os profissionais de RH podem contribuir para impulsionar o People Analytics ao extrair bons insights da coleta de dados e, baseado nelas, criar estratégias e ações que promovam um gerenciamento de pessoal mais eficiente e dinâmico.


Como o mapeamento de dados pode gerar engajamento do time?

O mapeamento de dados pode gerar engajamento do time, pois ajuda a identificar padrões de comportamento dos profissionais, suas necessidades e expectativas.


Com isso, a companhia tem a chance de oferecer condições melhores e mais satisfatórias de trabalho.

 

Achou este conteúdo interessante? Então assine agora mesmo a newsletter da Movile e receba, diretamente no seu e-mail, os destaques da quinzena!


Redação | Movile Orbit