• Redação

KPIs financeiros para startups: 11 indicadores que podem ajudar seu negócio a lucrar mais!





A lucratividade é um dos KPIs financeiros que podem ajudar o seu negócio a faturar mais. A razão é que esse é um dos tipos de indicadores de startup que possibilitam apresentar a potenciais investidores a capacidade que a sua empresa tem de gerar rendimento.


Mas além de estar pronto(a) para apresentar o seu negócio a interessados a investir e possíveis parceiros de negócios, analisar os KPIs financeiros é uma maneira de acompanhar como está o desenvolvimento da sua startup, ou seja, se está em crescimento ou não.


Com essa percepção é possível, por exemplo, adotar uma série de medidas, ações e ajustes para torná-la mais promissora.


E no que se refere especificamente aos investimentos, vale destacar que uma companhia saudável financeiramente tende a ser mais atrativa.


Para que se você tenha uma ideia desse mercado, dados de um estudo realizado pela Associação Brasileira de Venture Capital e Private Equity (ABVCAP) e pela consultoria KPMG, os quais foram divulgados no site InfoMoney, apontaram que o investimento em startups brasileiras bateu recorde em 2021.


Segundo o levantamento, mais de R$ 33 bilhões foram investidos, isso apenas nos primeiros nove meses do ano.


Além do volume de captação mais expressivo, o número de empresas recebendo quantias maiores também aumentou.


Em 2021, 226 startups receberam R$ 130,7 bilhões, enquanto em 2020 esse número era de 147 negócios e o valor médio investido foi de pouco mais de R$ 80 milhões.


Para preparar a sua empresa para fazer parte desse cenário, acompanhar os KPIs financeiros é bastante indicado.


Por isso, confira agora alguns exemplos de indicadores de startups que você pode utilizar.


11 exemplos de KPIs financeiros para startups

Entre os exemplos de KPIs financeiras que podemos sugerir para a sua empresa estão:


Receita Mensal Recorrente

Também conhecido como MRR, sigla para o termo em inglês Monthly Recurring Revenue, esse indicador permite que sejam feitas projeções sobre o crescimento da empresa, com base na receita obtida em meses anteriores.


Esse é um dos KPIs financeiros sugeridos para startups do modelo SaaS. As que não são, podem usar como base de cálculo do seu MRR as vendas mensais e, sobre elas, aplicar um percentual possível de crescimento.


Receita Anual Recorrente

A Receita Anual Recorrente, ou Annualized Run Rate (ARR), é similar ao MRR, porém, abrange o ano anterior de faturamento.


O indicador ARR também possibilita a projeção de receita anual futura, seguindo o mesmo princípio de aplicação de um percentual de aumento de vendas.


Retorno Sobre Investimento

O Retorno Sobre Investimento, ROI, Return on Investment, tende a ser um dos KPIs financeiros mais necessários para os investidores, visto que ele aponta quanto uma empresa pode conseguir, ou conseguiu, de resultado financeiro em diferentes ações realizadas.


Por exemplo, o ROI pode ser aplicado para identificar o retorno com a aquisição de clientes, com estratégias de marketing, vendas, entre outros.


Custo de Aquisição por Cliente (CAC)

E por falar em aquisição de clientes, o CAC é o KPI que indica esse valor. Ou seja, ela ajuda a verificar quanto a empresa gastou com cada cliente conquistado.


Tempo de Retorno de CAC

O Tempo de Retorno de CAC, por sua vez, mensura qual o período necessário para que a receita gerada pelo cliente compense o que foi gasto para atraí-lo.


De modo geral, esse indicador é medido em meses, ou seja, quantos meses de renda gerada pelo cliente são precisos para pagar o que foi investido nele e dar lucro para a companhia.


Taxa de Evasão de Clientes (Churn)

O churn é um KPI que aponta a quantidade de clientes que a empresa perdeu em determinado período, por exemplo, quantos não renovaram ou cancelaram os serviços contratados.


Uma taxa de evasão alta aciona o alerta de que algo na oferta aos consumidores não está compatível com as suas necessidades, dando a chance para os gestores encontrarem meios de reverter a situação.


Já um churn perto do zero, ou até mesmo negativo, aponta para um elevado índice de fidelização, o qual, por sua vez, tende a potencializar o faturamento da companhia.


Lifetime Value (LTV)

Também relacionado ao cliente, o LTV, ou Valor do Tempo de Vida do Cliente, revela quanto cada consumidor vale para o negócio (gera de receita) enquanto mantém o relacionamento com a empresa.


Ticket Médio por Cliente

Na lista de KPIs financeiros para startups, este aponta o valor médio de compra ou de contratação de serviço de cada cliente.


Seu resultado é obtido considerando o total de vendas e o número de clientes de um mesmo período.


Burn Rate

O burn rate pode ser visto com “a queima de caixa” da empresa. Em outras palavras, em quanto tempo a companhia consegue finalizar o capital que tem.


Esse indicador é importante porque mensura qual o intervalo (meses, anos etc) a startup consegue se manter até receber novo investimento.


Retorno financeiro

Esse é um dos KPIs financeiros autoexplicativos. Ele ajuda potenciais investidores a ter uma visão de quanto retorno podem ter ao aplicar dinheiro em um negócio.


Para esse indicador de startups tendem a ser consideradas as despesas da empresa, incluindo as fixas, variáveis e até possíveis imprevistos.


Total Cost of Ownership (TCO)

Em português TCO é Custo Total de Propriedade, e se refere aos gastos para manter a startup funcionando, tais como os operacionais, estruturais, de pessoal, sucesso do cliente etc.


Como montar KPIs financeiros?

Para montar KPIs financeiros é preciso, primeiro, considerar qual resultado deseja avaliar, visto que cada indicador é usado para mensurar um ponto específico da sua vida financeira da sua empresa.


Em seguida, é necessário levantar os dados compatíveis para alimentar o KPI. Por exemplo, número de clientes, quantidade de itens vendidos ou contratos assinados.


Como medir KPIs para startup?

Para medir KPIs para startup é possível utilizar ferramentas próprias para essa finalidade, bem como planilhas e sistemas, a fim de reunir e somar todos os dados que permitam a apuração dos indicadores.


O blog da Movile, investidora estratégica, está repleto de conteúdos como este, que podem ajudar a sua empresa a crescer e a conquistar bons investidores.


Para ter acesso aos artigos, assine agora mesmo a newsletter e receba, quinzenalmente, os que mais se destacaram no período!


 

Redação | Movile Orbit