top of page
  • Redação

Marketing regionalizado: o que é, vantagens e desvantagens


marketing regionalizado

Estudar comportamentos, preferências, necessidades, hábitos de compra, e outros fatores específicos de determinada região para criar campanhas realmente direcionadas. Essa pode ser a definição sobre o que é marketing regionalizado.


Não é segredo para nenhuma empresa que boas ações de marketing — especialmente o digital — são fundamentais para tornar a marca mais conhecida e, consequentemente, contribuir para elevar o seu faturamento.


Uma prova dessa percepção foi apontada na pesquisa "Maturidade do Marketing Digital e Vendas no Brasil", iniciativa da Resultados Digitais, Mundo do Marketing, Rock Content e Vendas B2B, que destacou que 94% das empresas escolheram o marketing digital como estratégia de crescimento.


Mas conforme o tempo passa, os comportamentos dos consumidores mudam, e novas tecnologias são disponibilizadas, é fundamental ajustar as ações de divulgação utilizadas pela empresa.


Tanto que a mesma pesquisa revelou que 95% das companhias reconhecem que suas abordagens de marketing digital têm algo que pode ser melhorado. Indo mais adiante, 32,5% dos entrevistados acreditam que suas ações online não são eficientes.


A implementação do marketing regionalizado pode ser um dos caminhos para melhorar as campanhas de negócios dos mais variados setores.


Entre os motivos que ajudam a alcançar resultados melhores estão a criação de peças que falam pontualmente a linguagem do público presente na região que se pretende atingir, potencializando as chances de conversão.


O que é marketing regionalizado?

O marketing regionalizado é uma estratégia que tem como base a criação de campanhas específicas para uma determinada região do país — por exemplo, município ou estado.


O principal objetivo desse formato de marketing é estabelecer uma conexão mais verdadeira, próxima e forte com o público-alvo, de modo que isso contribua para resolver mais pontualmente suas dores, mas também para alavancar o crescimento do negócio.


Para chegar a resultados como esses, é preciso estudar de maneira aprofundada diversos critérios e características, por exemplo:

  • classe social;

  • comportamento;

  • necessidades;

  • hobbies;

  • hábitos de compras;

  • hábitos culturais;

  • preferências;

  • desejos;

  • linguagem.


A ideia com esse levantamento é formar uma base sólida para a criação da estratégia de marketing regionalizada. Com isso, evita-se falhas, inconsistências e, especialmente, percepções equivocadas sobre a localidade que podem comprometer negativamente o relacionamento entre os consumidores e a marca.


Dica de leitura: "Martech: a união do marketing e da tecnologia para crescer o negócio"


A importância do marketing regionalizado

O marketing regionalizado tem ganhado importância entre as empresas por ser uma ferramenta que ajuda a segmentar, de maneira mais precisa, o público que se pretende alcançar.


Ao fazer isso, as chances de conversão aumentam, pois as pessoas passam a se identificar mais com a marca e com os produtos e/ou serviços que estão sendo oferecidos, despertando o interesse pela aquisição.


Um dos motivos é que, apresentar um mesmo produto ou serviço de forma distinta, considerando as características e perfis da região que está sendo explorada, cria um nível de proximidade diferente com os potenciais clientes da obtida com abordagens genéricas.


Essa também é uma maneira de provar que a companhia se importa, respeita e considera as particularidades das pessoas do local, buscando criar campanhas que falem a linguagem usada por elas.


Especialmente em um país tão diverso quanto o Brasil, considerar suas diferentes nuances é um caminho para a sua empresa se destacar dos concorrentes. Isso eleva o poder de atração e de fidelização do negócio e, por reflexo, o volume de vendas e o faturamento.


O impacto desse tipo de marketing nas empresas

O impacto desse tipo de marketing nas empresas pode ser medido pelas vantagens e desvantagens que gera para o negócio.

Vantagens

No que se refere às vantagens, algumas das que mais se destacam são:

  • fortalecimento da marca;

  • aumento da proximidade com o público-alvo;

  • potencial para atender novos grupos de consumidores.


Fortalecimento da marca

Uma estratégia de marketing desse tipo tem um apelo que as demais costumam não ter tão evidente, que é o envolvimento emocional do público com a marca. Ao conquistar esse patamar há o fortalecimento do nome da empresa, pois que essa consegue conquistar a admiração dos consumidores, especialmente quando os valores de ambos são compatíveis.


Aumento da proximidade com o público-alvo

A vantagem anterior conduz a esta, que é uma maior proximidade com o público-alvo. Se considerarmos que há um entendimento mais amplo sobre as dores e necessidades dos clientes de cada região, fica mais fácil entender por que isso acontece.


E uma das principais razões é que a empresa estudou a fundo tudo o que diz respeito aos consumidores do local, permitindo a criação de campanhas de marketing mais pontuais e, pensando em longo prazo, até mesmo de novos produtos e/ou serviços, muito mais direcionados.


Leia também: "Decisões de produto: quem são os responsáveis por sua evolução?"


Potencial para atingir novos grupos de consumidores

Esse modelo de marketing ajuda a atingir novos grupos de consumidores porque não trabalha de forma genérica. Por essa razão, essa abordagem contribui para chamar a atenção de pessoas que não foram atingidas anteriormente pelas campanhas mais abrangentes.

Desvantagens

Já no que diz respeito às desvantagens — os quais também podem ser vistos como pontos de desafio — alguns dos mais relevantes são:

  • necessidade de estudar a fundo as particularidades da região;

  • criação de diferentes campanhas para um mesmo produto/serviço;’

  • possível aumento dos custos com marketing.


Necessidade de estudar a fundo as particularidades da região

É preciso analisar todas as características da região que será abordada, o que requer um estudo bem mais aprofundado de público-alvo e de definição de persona.


Como dissemos, um levantamento desse tipo é primordial para evitar falhas que, inclusive, podem comprometer o relacionamento entre marca e cliente.


Criação de diferentes campanhas para um mesmo produto/serviço

Para a aplicação de uma estratégia de marketing mais regional, é comum (e até esperado) que um mesmo produto e/ou serviço seja apresentado de formas distintas, com linguagens e direcionamentos diferenciados, de acordo com a região.


O fato é que isso demanda tempo, o que pode atrasar lançamentos ou mesmo impedir que a apresentação de uma mesma solução aconteça simultaneamente em todo o país.


Possível aumento dos custos com marketing

Um reflexo do desafio anterior é o possível aumento dos custos de marketing, seja pela necessidade de criação de campanhas de marketing digital distintas, seja por conta das pesquisas que são necessárias para regionalizar a estratégia, entre outros pontos semelhantes.


Quando usar marketing regionalizado?

Startups e empresas podem usar o marketing regionalizado quando suas atuações excedem fronteiras territoriais. Em outras palavras, quando deixam de operar apenas em um estado, por exemplo, é hora de considerar estratégias mais segmentadas, a fim de atrair novos consumidores.


É certo que quando uma startup é fundada, seus idealizadores pensam no seu crescimento. Dependendo da solução oferecida, a meta de alcance não se limita ao Brasil, e o foco é atingir mercados internacionais, concorda?


Se esse também é o seu objetivo, aproveite e leia agora mesmo o artigo "Internacionalização de startups e os desafios de operar em outro país"


E para mais artigos como estes, assine agora mesmo a newsletter do Movile Orbit!


 

Redação | Movile Orbit

 


bottom of page