• Redação

Gestão de OKR: como aplicar o método do Google na sua empresa?


gestão de OKR

Criada nos anos 1980 pelo ex-CEO da Intel, Andrew S. Grove, a gestão de OKR (Objectives and Key Results) ganhou destaque em 1999, quando John Doerr a adotou como metodologia para a empresa Google.


O exponencial crescimento dessa companhia chamou a atenção para essa estratégia de gerenciamento que visa simplificar planejamentos e facilitar o acompanhamento das metas de um negócio.


Para isso, devem ser definidos objetivos claros e, para cada um deles, de três a cinco resultados-chave.


Por se tratar de uma estrutura mais simples, esse modelo de gestão pode ser aplicado em diferentes processos e setores de uma companhia, ajudando a promover o seu crescimento de modo geral.


A fim de ficar mais claro o que é gestão de OKR, usaremos um exemplo: imagine que o seu objetivo seja aumentar o faturamento da sua startup em até 12 meses.


Dessa forma, seu OKR poderia ser:

  • Objetivo: elevar o rendimento em 25% no prazo de um ano;

  • Resultado-chave 1: gerar mais leads qualificados todos os meses (50%);

  • Resultado-chave 2: aumentar as vendas com abordagens upsell e cross selling (15%);

  • Resultado-chave 3: subir o ticket médio dos produtos (20%).


A ideia é, portanto, primeiro alcançar os resultados-chave, pois, consequentemente, a meta da companhia será atingida.


Mas como tornar esse meio de gerenciamento uma realidade no seu negócio? Continue a leitura deste artigo e confira os cinco passos necessários para implementar uma gestão de OKRs.


O que é a metodologia OKR?

A metodologia OKR é um modelo de gestão que alinha objetivos a resultados-chave. Seu objetivo é facilitar o alcance de metas, de modo que contribua para o crescimento da empresa.


Como implementar a metodologia OKR?

Para implementar a metodologia OKR é preciso:

  • definir objetivos;

  • atribuir resultados a cada meta;

  • organizar por prioridade e estipular prazos;

  • compartilhar com os profissionais envolvidos;

  • mensurar os resultados e fazer os devidos ajustes.

Como fazer o OKR?

Para fazer o OKR é sugerido identificar os pontos de melhoria de cada setor, considerando quanto cada aprimoramento afeta o crescimento do negócio.


Feito isso, deve-se estabelecer os objetivos e resultados-chave, considerando metas de médio e curto prazo.


Como implementar uma gestão de OKRs na sua empresa? 5 passos!

Para utilizar uma gestão de metas OKR na sua companhia, é sugerido seguir estes passos:

  1. Defina os objetivos a serem alcançados com essa estratégia

  2. Atribua resultados a cada um dos objetivos

  3. Organize e estipule os prazos de atingimento

  4. Divulgue para a sua equipe o que foi definido

  5. Realize um acompanhamento pontual das ações e resultados


1. Defina os objetivos a serem alcançados com essa estratégia

A estratégia Objectives and Key Results começa com a definição das metas que a empresa pretende atingir.


No entanto, é preciso deixar bem claro que não se tratam de objetivos amplos (macro), tais como simplesmente "vender mais". A ideia é que eles sejam diretos, claros, pontuais e relacionados ao seu planejamento estratégico.


Lembre-se também que uma das propostas de uma gestão de OKR é que sejam estipulados objetivos que podem ser atingidos em médio e curto prazo. Uma boa forma de fazer isso é separar a sua abordagem por ciclos, por exemplo, trimestral ou semestral.


Dessa forma, você pode definir algumas metas para o período em questão e trocá-las a cada nova “rodada”, substituindo as que já foram alcançadas por outra. Por isso, a sugestão é não estabelecer muitos objetivos em um mesmo intervalo, pois isso pode afetar negativamente o foco da equipe.


2. Atribua resultados a cada um dos objetivos

O segundo passo consiste em definir as metas, atrelando de três a cinco a cada objetivo definido.


Aqui, é essencial considerar e estipular metas realistas, que estimulem o engajamento dos profissionais por serem realmente possíveis de serem alcançadas.


Na hora de fazer essa definição, considere metas que podem ser baseadas em KPIs e que sejam quantitativas, a fim de possibilitar a mensuração.


3. Organize e estipule os prazos de atingimento

Com os dois passos anteriores concluídos, o próximo passo da implementação de uma gestão de OKR consiste em organizar objetivos e metas, em uma estrutura semelhante à utilizada no início deste artigo:


Exemplo:

  • Objetivo: [descrever objetivo]

  • KR 1: [descrever resultado-chave]

  • KR 2: [descrever resultado-chave]

  • KR 3: [descrever resultado-chave]


Ao fazer isso, já defina também os prazos de atingimento de cada meta, os quais podem ser estabelecidos considerando critérios de prioridade — por exemplo, qual tende a melhorar a experiência do cliente, por isso, merece ser trabalhado primeiro.


4. Divulgue para a sua equipe o que foi definido

Montar uma representação visual pode ser uma forma de apresentar de forma mais clara o que foi definido na sua estratégia de OKR. Divulgar os objetivos e resultados-chave dessa maneira também pode facilitar a compreensão dos profissionais.


E por falar nisso, é essencial divulgar esse planejamento a todos os envolvidos, de modo que não gere dúvidas quanto ao papel e a importância de cada um no alcance das metas da companhia.


Abrir espaços de coconstrução para que as equipes façam parte da elaboração desses planos também é interessante em grande parte dos casos. Isso porque as pessoas que efetivamente tocarão a operação podem e devem contribuir com suas visões de negócio — a chance de atingimento da meta torna-se bem maior, assim como o engajamento da equipe com o "sonho" da companhia.


5. Realize um acompanhamento pontual das ações e resultados

Uma gestão desse tipo tende a só gerar bons resultados se for acompanhada de perto. Por isso, a ideia é não esperar o final do ciclo para verificar se os objetivos foram atingidos ou não.


Encontros periódicos com o time, antes da finalização do período, contribui para identificar se algum ponto pode ser ajustado para a obtenção de resultados satisfatórios.


Além disso, vale lembrar que a gestão de OKR deve ser contínua. Ou seja, tão logo algo seja alcançado, é bem interessante já definir outras metas para que a empresa se mantenha em constante crescimento.


3 exemplos de OKR

Veja, agora, três exemplos de OKR que podem inspirar e ajudar você a entender melhor a implementação dessa estratégia.


Setor financeiro

  • Objetivo: reduzir gastos fixos da companhia nos próximos três meses em 45%

  • KR 1: diminuir despesas com serviços terceirizados (15%)

  • KR 2: diminuir custos bancários (25%)

  • KR 3: reduzir gastos com material de escritório (35%)

Atendimento ao cliente

  • Objetivo: elevar as taxas de retenção em 40% no próximo semestre

  • KR 1: reduzir o tempo de espera para atendimento em 15%

  • KR 2: incluir três novos canais de atendimento neste período

  • KR 3: montar um setor de Customer Success

Marketing

  • Objetivo: captar 55% mais leads em quatro meses

  • KR 1: aumentar a frequência de publicações nas redes sociais de três para seis por semana

  • KR 2: criar 20 blogposts todos os meses

  • KR 3: criar dois materiais ricos por mês como isca digital


Acha que este conteúdo vai ajudar você? Então assine a newsletter do Movile Orbit e receba outros artigos como este diretamente no seu e-mail.


 

Redação | Movile Orbit