• Redação

CASE: Como implementamos uma estratégia de equidade de gênero com nossas investidas


Equidade de gênero e diversidade como estratégia para startups

Em 2021, quase completando um ano como signatária dos Princípios de Empoderamento das Mulheres (WEPs) da ONU, a Movile foi reconhecida na categoria Prata do Prêmio WEP’s Brasil 2021 – Empresas Empoderando Mulheres. Lançados em 2010 pela ONU Mulheres e pelo Pacto Global da ONU, os WEPs são os sete princípios que constituem a entrega corporativa nas dimensões de igualdade de gênero da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).


O tema, que normalmente ganha força no Dia Internacional da Mulher, precisa ter relevância durante o ano todo e alcançar todos os níveis e áreas dentro das organizações para que gere uma mudança verdadeiramente efetiva e duradoura. Sabendo dessa importância, a Movile e suas investidas, como signatárias, reforçam e mantêm esse compromisso com a equidade e a inclusão por acreditarem que o impacto, tanto nos negócios quanto na sociedade, só é alcançado com diversidade. Essa crença tem feito parte da maneira como aceleramos pessoas e negócios, bem como quando falamos de continuar sonhando grande e transformar o mundo por meio da tecnologia.


Como avançamos a pauta dentro da Movile


Sabemos que o caminho é longo e no último ano a Movile tem atuado em diversas frentes, como no suporte à parentalidade (maternidade e paternidade), difusão dos nossos canais de transparência (o Safe Channel), programas de mentoria para grupos minorizados e preparação da liderança para que seja mais inclusiva.


Continuamos fomentando um pipeline de contratação de pessoas diversas para a Movile e todas as empresas investidas, sendo um dos maiores cases o Mobile Dream, programa de estágio e jovens talentos realizado anualmente. Na edição de 2021, fizemos a seleção inicial às cegas e treinamentos sobre vieses inconscientes com todos(as) os(as) recrutadores(as). Em termos de gênero, o resultado foi a contratação de 50% de mulheres, sendo 46% de mulheres dentre as contratações em tecnologia, que começaram a atuar nas empresas participantes em janeiro deste ano.


Em 2022, acompanhando a evolução das ações de promoção à igualdade de gênero através da ferramenta do WEP’s da ONU, constatamos que conseguimos evoluir expressivamente em algumas categorias, dentre elas: Política de não discriminação e igualdade de oportunidades; Recrutamento; Violência, assédio e exploração sexual; Saúde, segurança e higiene; Desenvolvimento profissional e promoção; Licença-maternidade; Licença-paternidade; além de Marketing com representação responsável de gênero. A Movile teve um avanço expressivo na ferramenta, saindo 45% para 64%, alcançando o perfil Realizadora na pauta de gênero. Atualmente, como fotografia desse avanço, conta-se no seu quadro geral de pessoas colaboradoras uma representatividade de 63,5%, enquanto que na liderança tem-se 44% (dados de maio de 2022).


Como as nossas empresas investidas avançaram na pauta


Entre as investidas, o cenário foi similar. A Zoop, por exemplo, realizou iniciativas como parceria com ONG's, instalação de sala de amamentação, criação da licença parental de 6 meses, cartilha de recrutamento inclusiva e re-onboarding para pais e mães que voltam de licença. Como resultado, atingiu 62% do teto, saindo do perfil Principiante para o Realizador, segundo as definições da metodologia.


O iFood, por sua vez, conquistou 64% e avançou do perfil Aperfeiçoador para o Realizador, ao promover uma série de iniciativas implementadas durante 2020 e 2021. Entre elas, destaque para o estabelecimento de metas claras e mensuráveis de diversidade e inclusão, como ter 50% de mulheres na liderança e 35% na alta liderança até 2023. Tudo isso, atrelado a indicadores de inclusão objetivando a segurança psicológica, o iFamily (programa de apoio para mães e pais FoodLovers), iniciativas de coaching para gestantes - antes, durante e após o retorno da licença maternidade - e aumento da licença paternidade para 60 dias (desfrutáveis ao longo do primeiro ano de vida da criança).


O iFood também implementou cursos de liderança feminina, rede de apoio para vítimas de violência doméstica, lançou uma capacitação completa antiassédio, adotou a mensuração e mitigação de disparidades de remuneração e o uso de algoritmos de inteligência artificial para reduzir vieses em avaliações de desempenho e promoções, entre tantas outras ações.


Essas são apenas algumas das ações adotadas pelas empresas investidas pela Movile. Como investidora, temos desenvolvido um suporte ativo e estruturado para introduzir e desenvolver o tema de DE&I dentro das empresas do nosso portfólio.


Sabemos que entre as tantas prioridades de uma startup em fase de escala, diversidade não costuma ser um tema tratado desde o início, e sim apenas quando ela já está melhor estruturada e "estabelecida".


Esta é a lógica que queremos mudar: tão importante quanto criar ações visando o aumento da diversidade entre os profissionais, queremos que o tema entre na pauta desde cedo, tornando-se meta e compromisso da empresa, porque sabemos de toda a potência que isso agrega ao negócio, inclusive em termos de inovação e resultado.

A ferramenta dos WEP’s tem sido uma ótima oportunidade de coletar cada vez mais insumos para desenvolvermos nossas estratégias e tornar os planos de ações de DE&I cada vez mais eficientes. E, com pouco mais de um ano de uso, tem nos ajudado a obter conquistas significativas em direção a um ambiente com mais equidade.


Quer saber mais? Acesse a cartilha dos WEPs


 

Redação Movile Orbit