• Redação

Como fazer um road show: guia completo para fundadores!


como fazer um road show

Saber como fazer um road show é uma das maneiras de apresentar os produtos e/ou serviços da sua empresa a diferentes potenciais investidores.


Em tradução literal, o termo significa "apresentação na estrada". No entanto, isso não precisa ser realizado dessa forma.


De forma prática, o objetivo do road show é conseguir reuniões com possíveis investidores que estão em diferentes cidades. A ideia, portanto, é ter a oportunidade de apresentar o seu negócio a executivos que podem ter o interesse de investir nele.


Entre as vantagens dessa forma de apresentação estão o estabelecimento de proximidade com o público-alvo (no caso, possíveis investidores), aumento das chances de fechar bons negócios e uma divulgação maior e mais expressiva da marca.


Entretanto, para obter esses benefícios e conseguir captar bons recursos para o negócio, é fundamental saber como fazer um road show sem erros, o que inclui questões como estruturar uma boa apresentação e ter flexibilidade para adaptá-la e personalizá-la de acordo com o ouvinte.


O que é road show e qual a sua importância?

Para fazer um road show que contribua para trazer os resultados esperados — que são investimentos — é preciso começar entendendo que essa "apresentação na estrada" nada mais é que uma espécie de ação de marketing.


A ideia inicial dessa abordagem consiste na realização de eventos itinerantes que têm por objetivo promover uma marca, produto ou serviço.


No mundo dos negócios, essa estratégia foi adaptada, dando origem à formatação de uma série de reuniões, realizadas em diferentes cidades, que ajudam a apresentar a proposta de uma empresa ao maior número possível de potenciais investidores.


Ou seja, é uma boa maneira de expandir o contato com empresários(as) e executivos(as) que podem se interessar em injetar capital na companhia que está se apresentando.


Por essa razão, comumente um road show é destinada para:

  • potenciais investidores;

  • analistas de mercado;

  • administradores de fundos de investimento.


Para esse conceito ficar mais claro, usaremos um exemplo de road show. Imagine uma startup que foi fundada no nordeste do Brasil. No entanto, os possíveis investidores que podem se interessar pelo modelo de negócio estão no Rio de Janeiro e em São Paulo.


Os(as) founders podem usar essa estratégia para realizar uma série de reuniões nessas capitais, aproveitando o período para migrar entre as capitais e entrar em contato com diferentes executivos(as).


Dica de leitura: "Processo de M&A: um dos caminhos de crescimento para os negócios"


Como fazer um road show realmente eficiente?

Saber como fazer um road show realmente eficiente consiste em considerar pontos como:

  • pensar no público-alvo na hora de montar a apresentação;

  • utilizar dados relevantes;

  • dar espaço para os ouvintes esclarecerem dúvidas ao final;

  • definir um planejamento estratégico e logístico.

Pensar no público-alvo na hora de montar a apresentação

Uma apresentação de road show não deve seguir um modelo engessado. Para bons resultados, é essencial que haja flexibilidade e personalização de acordo com o público que estará recebendo a informação.


Esse cuidado é fundamental para garantir um diálogo na mesma linguagem e estilo dos receptores, mas, claro, sem perder a essência do negócio.


Utilizar dados relevantes

Os dados a serem apresentados em um road show não devem mostrar somente o histórico da empresa e os resultados obtidos até então. É essencial que as informações destaquem claramente o potencial de crescimento do negócio e, principalmente, de lucratividade, que é o que interessa para a grande maioria dos investidores.


Além disso, é preciso considerar que são esses números, cases e informações que trarão aos participantes da reunião o conceito e a percepção sobre a companhia e seus produtos e serviços. Afinal, nem sempre os(as) convidados(as) terão tempo para estudar sobre a proposta antes da apresentação.


Sobre isso, este artigo pode ajudar muito você: "Pitch Deck: como estruturar uma apresentação para impressionar investidores?"


Dar espaço para os ouvintes esclarecerem dúvidas ao final

Uma forma de estreitar relacionamento com os(as) convidados(as) do road show é dar a eles, no final da apresentação, um tempo para fazerem perguntas e esclarecerem dúvidas.


A ideia aqui é permitir que falem e pontuem sobre o projeto. Porém, as respostas que serão entregues devem contribuir para uma tomada de decisão a favor da empresa que está apresentando.


Ou seja, é essencial que os idealizadores do negócio estejam preparados adequadamente para essa rodada de questionamentos, considerando que essa pode ser uma forma de alavancar a deliberação dos investidores.


Definir um planejamento estratégico e logístico

Como dissemos, a tradução literal de road show é apresentação na estrada. Isso significa que quem está apresentando a empresa precisará ir a vários lugares, comumente em outras cidades.


Para que esse deslocamento seja proveitoso e financeiramente rentável, é essencial a criação de um bom planejamento estratégico e logístico, que deve incluir e pensar em diversos pontos, tais como:

  • otimização de rotas e reuniões;

  • meios de transportes a serem utilizados;

  • local de hospedagem;

  • sincronização de datas com a agenda dos convidados.


Leia também: "ENTREVISTA | Fundraising: como traçar a melhor estratégia de captação de recursos?"


Quais são os principais erros ao fazer um road show e como evitá-los?

A parte teórica de como fazer um road show é relativamente simples. No entanto, ainda assim, erros podem acontecer. Entre os mais comuns estão:

  • fazer apresentações muito extensas e sem conteúdo;

  • criar apresentações engessadas;

  • não conhecer os potenciais investidores;

  • não explorar diferentes formas de apresentação.

Fazer apresentações muito extensas e sem conteúdo

As exibições de road show precisam ser curtas, a exemplo do que acontece em um pitch deck, que dura entre 20 a 30 minutos. É preciso considerar também um tempo ao final para os apontamentos e questionamentos dos convidados.


Por conta disso, apresentações muito extensas tendem a ser um erro, especialmente se não trouxeram dados relevantes, como ausência de informação sobre os ativos da empresa e de planos de crescimento.


Criar apresentações engessadas

Como dissemos durante a explicação sobre como fazer um road show, as apresentações não podem ser engessadas. De forma prática, significa que uma falha cometida nesse processo é criar uma exibição e usar somente essa em todas as reuniões.


Obviamente que é bastante viável ter uma base, mas adequá-la ao perfil e linguagem dos ouvintes é fundamental.


Não conhecer os potenciais investidores

É certo que esse ponto depende da quantidade de possíveis investidores que estarão assistindo o road show. Mas em uma reunião menor, mais direcionada, estudar sobre o(a) investidor(a) — ou seja, conhecer sua história, track record, portfólio e conquistas — pode fazer toda a diferença e pavimentar o caminho para o estabelecimento de uma boa parceira profissional.


Não explorar diferentes formas de apresentação

Nem sempre as reuniões poderão ser feitas presencialmente. Nesse caso, flexibilizar a apresentação, com exibições online, por exemplo, pode ter um efeito tão bom quanto.


Gostou de saber como fazer um road show? Pois saiba que o Movile Orbit tem diversos outros conteúdos tão ricos quanto este. Para não perder nenhum, assine agora mesmo a nossa newsletter.


 

Redação | Movile Orbit